25 de abril de 2011





Gostar de alguém é como a trovoada. Temos medo, receio, pavor... mas pouco a pouco desejamos fervorosamente por mais um relâmpago para arruinar tudo.